Connect with us

Sem categoria

Do hip-hop ao poker, estes são os hobbies favoritos dos craques da bola

O futebol não pode ser tudo na vida, nem mesmo quando falámos de alguns dos maiores craques do desporto-rei. Os maiores futebolistas e ex-futebolistas do mundo também precisam de disfrutar do tempo livre para lidar com o stress da alta competição. E alguns dos maiores desportistas do futebol dedicam-se a hobbies no mínimo surpreendentes.
Do hip-hop ao poker, sem esquecer as vinhas e as tatuagens, estes são os principais hobbies de algumas das maiores estrelas do futebol dos últimos 20 anos:

Clint Dempsey – Hip-hop

Ainda se lembra de Clint Dempsey? Antes de jogadores como Christian Pulisic ou Weston McKennie se terem convertido nos símbolos maiores do futebol norte-americano, a honra cabia a este ex-extremo do Fulham. Com passagens pelo Tottenham e por vários clubes da MLS, Dempsey retirou-se dos relvados em 2018, mas não sem antes se ter dedicado à sua segunda grande paixão: o hip-hop.
Em 2007, o talentoso ex-internacional dos Estados Unidos editou “Don’t Tread”, uma canção rap que cumpre sem impressionar mas que acaba por surpreender mais pela positiva do que pela negativa. Ouça por você mesmo.
Para além de Dempsey, várias outras ex-estrelas do relvado tentaram (com relativo sucesso) construir uma carreira musical. O avançado ganês Asamoah Gyan chegou a participar como artista convidado num par de músicas pop do artista africano Castro. Existe ainda o caso de Pablo Osvaldo, um ex-avançado argentino que fez 12 jogos pelo FC Porto em 2016 e que agora é conhecido pelo nome artístico de Barrio Viejo.

Petr Cech – Tocar bateria

Já que estamos a falar de música, porque não mencionar Petr Cech, que para além de ser um dos melhores guarda-redes do passado recente do futebol é também um talentoso baterista? Hoje a desempenhar funções executivas no Chelsea, Cech partilha o gosto pelas batidas com outro célebre ex-guarda-redes, este bem mais familiar dos fãs de futebol portugueses…
Helton marcou uma geração na baliza do FC Porto e chegou a tocar bateria ao vivo em diversas ocasiões, liderando o grupo musical Banda H1. Contra todas as expetativas, Helton viu-se forçado a colocar a sua carreira musical em suspenso depois de ter interrompido a sua reforma no início da presente temporada. Aos 42 anos, Helton é um dos guarda-redes do atual plantel do União de Leiria.
Outros ex-futebolistas com um gosto especial pelos instrumentos musicais incluem o ex-internacional peruano Norberto Solano. Um médio direito versátil com uma longa história em Inglaterra (passagens pelo Newcastle, Aston Villa, e Leicester), Solano é, curiosamente, um talentoso trompetista.

Daniel Agger – Tatuagens

Os futebolistas são cada vez mais viciados em tatuagens, e basta ligar um jogo de futebol na televisão para o comprovar. Mas o ex-defesa central Daniel Agger foi um bocado mais longe e decidiu tornar-se num tatuador profissional depois de se ter retirado dos relvados. Agger ficou famoso pela sua passagem pelo Liverpool, onde jogou durante quase 10 anos.
Em 2016, o robusto central dinamarquês decidiu deixar o mundo do futebol de forma algo precoce; na altura, tinha apenas 33 anos e jogava pelo Brondby, o mesmo clube onde foi formado. Hoje, diverte-se a fazer tatuagens a amigos e clientes.

Gerard Piqué – Poker

Um daqueles futebolistas que já ganhou tudo o que havia para ganhar, Gerard Piqué tem tido dificuldades em manter o mesmo nível de forma que exibiu nos seus melhores dias. No Barcelona, é mesmo um dos elementos mais criticados de um plantel que tem estado sob permanente pressão dos fãs. Mas sempre que Piqué quer tirar a cabeça do mundo da bola, tudo o que tem que fazer é dedicar-se ao seu hobbie favorito: jogar poker. Piqué é tão bom em jogos de poker que chegou a participar no circuito profissional do EPT e a sair da competição com um prémio monetário.
De resto, o poker é um dos hobbies mais comuns entre futebolistas. O astro brasileiro Neymar joga poker online muito frequentemente, e vários ex-jogadores já se destacaram no mundo do poker: nomes como Teddy Sheringham, Vikash Dhorasoo, ou Ronaldo “Fenómeno.”

Andrea Pirlo – Produção de vinho

A paixão secreta de Andrea Pirlo é simultaneamente uma das mais surpreendentes e previsíveis da nossa lista. Surpreendente porque os futebolistas não devem (em teoria) consumir álcool. Previsível porque estamos a falar de Andrea Pirlo, um eterno símbolo de classe no relvado que hoje brilha no comando técnico da Juventus de Cristiano Ronaldo.
Como todos os “bons italianos”, Pirlo gosta do melhor que o mundo tem para oferecer e dedica-se à produção dos seus próprios vinhos. E se o seu talento para as vinhas for tão bom como os seus passes em profundidade, Pirlo tem tudo para ser um caso sério.

Outros hobbies surpreendentes

Cristiano Ronaldo tem uma paixão secreta pelo jogo do Bingo, Wayne Bridge (ex-defesa esquerdo do Chelsea) é fanático pelos filmes da série Star Wars, e Theo Walcott (atual avançado do Southampton) chegou a editar a sua própria série de livros para crianças.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in Sem categoria