Connect with us

II Liga

VÍDEO: Caetano termina a carreira aos 29 anos com golo decisivo

O jogo desta manhã entre Penafiel e Varzim fica marcado não só pela vitória dos poveiros, mas acima de tudo pela despedida de Caetano.

Aos 29 anos, o extremo português termina a carreira de forma algo surpreendente, para se dedicar aos negócios de família.

Felizmente teve uma despedida bonita, marcando o golo decisivo aos 82 minutos(5 minutos após ter entrado em campo). Tudo isto aconteceu em Penafiel. O clube da sua família. Foi um pedido do jogador ao presidente do Varzim. Terminar a carreira neste jogo.

Veja o golo:

 

Levou ainda o prémio de melhor em campo para casa.

É uma pena que não tenha atingido o patamar que se esperava após vários anos na formação do Porto. Foi internacional pelas seleções jovens e passou ainda por Paços de Ferreira, Penafiel, Gil Vicente e Aves.

No final da partida deste domingo não controlou as lágrimas em plena flash-interview:

“Só queria agradecer ao futebol, foi um prazer muito grande ter sido jogador de futebol. Foi uma decisão junto da minha família, agora vou abraçar os projetos da família e começar uma nova etapa na minha vida. Mas sem dúvida quero agradecer a todos os colegas, treinadores, todos os que privaram comigo no futebol. Sou eternamente grato ao futebol, acho que foi a melhor licenciatura que eu podia ter tirado. Estou grato e muito orgulhoso da minha carreira, agora vou começar a construir uma nova.

Hoje era um dia especial. Acabei em Penafiel, que é o clube da minha família, da minha namorada. Tenho um sentimento especial. Pedi ao presidente do Varzim para acabar a carreira aqui e quero agradecer-lhe. Hoje em dia há poucos presidentes assim no futebol, que estão para servir o clube e não para se servirem dele. Estou extremamente agradecido a todos os clubes por onde passei. Sou extremamente agradecido, fui muito feliz.

A decisão estava tomada. Joguei com duas camisolas, porque estava confiante de que ia fazer golo. Fui dar a camisola à minha mãe, que esteve sempre presente, quando era escolinha no Paredes e quando joguei a Liga dos Campeões pelo Paços de Ferreira. Fui-lhe agradecer e esteve sempre comigo”, afirmou, antes de escolher o momento mais alto desta caminhada.

Tive bons momentos na minha carreira. Jogar a final da Taça da Liga, jogar a Liga dos Campeões, a Liga Europa… Mas, se calhar, o momento mais alto foi a final do Campeonato do Mundo de sub-20 contra o Brasil, na Colômbia.”

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in II Liga