Connect with us

Futebol Entrevistado

André Leão: “Sinto-me em condições de jogar nas ligas profissionais”

Com 34 anos e agora a jogar no Trofense, André Leão concedeu uma entrevista ao nosso site em que começa por explicar a estranha saída do Paços de Ferreira imediatamente a seguir ao fecho do mercado deste último verão.

O médio formado no Freamunde ficou numa posição bastante complicada e acabou apenas por rumar ao Campeonato de Portugal em fevereiro. Explica o que em janeiro terá afastado o interesse de clubes profissionais, mas mostra-se confiante que tem condições para competir nesses patamares.

Veja toda a entrevista

RD: O que se passou em Paços de Ferreira para surgir a saída naquele timing pouco habitual?

André Leão: Nem eu sei explicar muito bem. A pré-época tinha-me corrido bem, ninguém tinha falado comigo para rescindir, antes pelo contrário, falaram comigo para pensar numa proposta para renovar o contrato e baixar o salário e só falaram comigo porque fui falar com eles por outras questões! Depois disso nunca mais disseram nada, pensei que já tinham recuado nesse pensamento, até que na sexta-feira antes de fechar o mercado chamaram-me, recusaram a proposta, e falaram imediatamente em rescindir, eu surpreendido com aquilo fui para casa pensar, sem saber muito bem o que fazer! Na segunda-feira(último dia de mercado), voltaram a chamar-me e disseram que não era por razões desportivas mas por ser um jogador que não jogava, ganhava muito dinheiro. Só não percebi como eles já sabiam que eu não ia jogar , visto que o Mister Filipe Rocha tinha sido despedido e o mister Pepa ainda não tinha sido contratado, mas visto que era esse o pensamento deles e sendo assim eu não me ia sentir bem a trabalhar com aquelas pessoas e como nunca fui um problema para o Paços, recordando que tinha baixado metade do meu salário no ano anterior para ajudar a voltar à primeira divisão, fizemos um acordo e rescindimos o contrato, mesmo sabendo que me ia prejudicar desportivamente, como aconteceu!!

RD: Como correram os primeiros tempos no Trofense até à interrupção das competições?

André Leão: Correram muito bem, nos 4 jogos que fiz, joguei os 90 min e vencemos 3 e empatamos 1, conseguindo sair da zona de descida. Não fiz nada sozinho como é lógico e felizmente encontrei uns colegas de equipa e uma equipa técnica com bastante qualidade e que trabalha muito bem que me ajudaram neste período, não podendo deixar de referir e agradecer a ajuda que tive neste 6 meses parado a todos os intervenientes do Maia Lidador, que me abriram as portas e me receberam lindamente para poder manter a forma!

RD: Não sentes que podias estar claramente a competir num clube da Primeira ou pelo menos da Segunda Liga? Não surgiram propostas?

André Leão: Sim, sinto que podia e sinto-me em condições de jogar nas ligas profissionais, mas percebo os clubes, pois no mercado de janeiro, os clubes normalmente contratam jogadores que sabem que vão ajudar ou a subir ou a não descer e arriscam o menos possível. E contratar um jogador que estava sem jogar há 6 meses, que no ano anterior tinha tido uma lesão e com 34 anos e com inscrições reduzidas acaba por justificar a aposta em outros jogadores. Não tive nenhuma proposta cá das ligas profissionais e o que apareceu do estrangeiro não me fez deixar a minha família!! Daí eu ter abraçado este desafio, para mostrar que estou bem fisicamente e que ainda posso ajudar muitos clubes da Liga!! Precisava de competição!!

RD: Então o teu objectivo é regressar à Primeira Liga na próxima época?

André Leão: O meu objetivo seria tentar voltar à primeira ou segunda liga, se não acontecer continuo a ter contrato com o Trofense e vou tentar ajudar o clube a subir de divisão!!

RD: És de Freamunde mas viveste alguns dos melhores anos da tua carreira no rival e vizinho Paços. Como é que tu e as pessoas da tua terra lidaram com esse facto?

André Leão: No início foi difícil, houve aquelas boquitas, tanto do lado de Freamunde como de Paços, mas mantendo a postura, respeito e profissionalismo, as pessoas foram-se habituando. Nunca escondi que era Freamundense e sempre dei tudo pelo Paços, continuando neste momento a ser freamundense de coração e a gostar muito do Paços de Ferreira!!

RD: Tens algum episódio engraçado/caricato vivido na tua carreira que nos possas contar?

André Leão: Posso falar de um episódio que aconteceu no início da minha carreira, estava eu ainda no SC Freamunde e fui treinar junto com o Antunes ao Tottenham, durante a semana tivemos um dia de folga e decidimos ir ter ao centro de Londres com um amigo nosso que estava lá a estudar e que nos tinha convidado para jantar e ver um jogo da Liga dos Campeões entre o Chelsea e o Liverpool, em sua casa. Ele explicou-nos onde era a estação de metro mais próxima do hotel e lá fomos os 2. Na ida correu tudo muito bem, na volta é que esteve o problema, entramos no metro e na estação anterior à que tínhamos de sair o metro parou e tivemos de sair ali pois o metro fechava às 23h e já não ia para onde queríamos, ficando os menores à deriva. Decidimos então sair da estação e andar um pouco até encontrar um táxi, andamos andamos e nada, até que sorte a nossa, no sentido contrário vir um autocarro com o nome da localidade para onde queríamos ir em cima, mandamos parar e com o nosso inglês fraco mas que na aflição ficou muito bom, eheh, conseguimos explicar para onde queríamos ir, o senhor como nos viu aflitos, levou-nos à estrada que ia ter à estação, isto a 3 km da estação, mas com as explicações dele lá conseguimos chegar ao hotel são e salvos!!

RD: Achas que será possível concluir os campeonatos?

André Leão: Vai depender muito como a Pandemia vai evoluir mas era o melhor que podia acontecer, qualquer outro cenário vai gerar muita discussão, com os clubes a sentirem-se prejudicados e a ter de prejudicar jogadores e as suas famílias!!

RD: Queres deixar alguma mensagem aos nossos seguidores e a todos os portugueses relativamente a esta pandemia que vivemos?

André Leão: Que sejam prudentes, cumpram todas as regras e estejam o mais em casa possível, distanciar agora, para no futuro podermos estar juntos!!

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in Futebol Entrevistado