Connect with us

Futebol Entrevistado

Tiago Lopes: “Temos de estar mais unidos do que nunca”

Em mais uma das curtas entrevistas do Remate Digital, estivemos desta vez à conversa com Tiago Lopes.

Lateral direito português de 31 anos que representa o Denizlispor da Turquia onde realizou 20 jogos nesta época.

Formou-se em clubes como o Coimbrões, Padroense ou Candal, tendo rumado no seu primeiro ano de sénior ao Polisportiva Saint-Christophe de Itália. Voltou ao nosso país para representar o Espinho, Tondela, Trofense e Covilhã.

Seguiu-se nova saída para o estrangeiro sem chegar à Primeira Liga. Tiago Lopes foi para o Cluj da Roménia onde esteve 3 temporadas e meia. Foi depois para a Turquia para assinar pelo Kayserispor onde jogou duas épocas antes chegar nesta temporada ao Denizlispor.

Nesta entrevista fala da presente época, da vida que leva na Turquia, das possibilidades de regresso a Portugal, entre outros assuntos.

RD: De que forma avalias esta temporada a nível individual e colectivo? Tem correspondido às expectativas? 

Tiago Lopes: Esta temporada, a nível individual, tem corrido bem, comecei muito bem o campeonato, desde sempre joguei. Porém, na 2ª volta perdi alguns jogos devido a uma lesão grave que tive no treino, uma entorse, lesão essa que supostamente a sua recuperação era de 2/3 meses e eu consegui recuperar num mês e, portanto, já estou de volta para acabar estes últimos 8 jogos que faltam. A nível coletivo, acho que tem sido uma época positiva, penso termos feito um campeonato tranquilo. Trata-se de um clube que veio da 2ª divisão, há 10 anos que não estava na super liga e nunca estivemos na zona de despromoção, sempre estivemos a meio da tabela, o que não é fácil, visto que, tal como disse anteriormente, é um clube que não estava na super liga há bastantes anos. Mas penso que a estrutura, incluindo o presidente e a direção, montou uma equipa experiente e estamos a cumprir os objetivos propostos do clube.

RD: Tem sido fácil viver na Turquia? Quais são as principais diferenças que encontras relativamente a Portugal dentro e fora de campo? 

Tiago Lopes: 2. Tem sido muito fácil, adaptei-me muito bem ao país, é uma cultura diferente, mas tenho-me adaptado muito bem, é um país que vive o futebol. As principais diferenças que encontro relativamente a Portugal é, principalmente, a nível económico, os orçamentos são mais equilibrados, enquanto que em Portugal é um fosso muito grande entre as equipas grandes e as demais. Os estádios são modernos e estão sempre cheios, o centro de treinos possui grandes condições e o campeonato é muito equilibrado, sendo que o português já não é tanto equilibrado quanto o turco. São essas as principais diferenças que vejo relativamente a Portugal. Fora do campo, as pessoas com quem convivo diariamente são diferentes, sentem o futebol, vêm ter comigo na rua sem qualquer problema, a gastronomia também é totalmente diferente e isso é uma das coisas que sinto mais falta, ou seja, a gastronomia de Portugal. Também a meteorologia é diferente, faz mais calor aqui na Turquia.

RD: Ao longo destes anos no estrangeiro não têm surgido propostas para voltar a Portugal? Faz parte dos teus regressar? 

3. Sim, têm surgido propostas todos os anos, graças a Deus, mas derivado às condições que me oferecem aqui é impensável voltar a Portugal, só os 3 clubes grandes é que me poderiam oferecer as condições que cá tenho. Por isso, num futuro próximo não pretendo regressar a Portugal, porém obviamente que isso não me impede de acabar a carreira em Portugal. Neste momento sou muito feliz na Turquia, as pessoas têm muito respeito por mim e sinto que sou uma pessoa acarinhada.

RD: Tens algum episódio engraçado/caricato vivido na tua carreira que nos possas contar? 

Tiago Lopes: Tenho, eu tenho um irmão gémeo que neste momento joga no AEK de Atenas(Hélder Lopes) e quando jogávamos juntos na formação, num jogo eu levei um amarelo e fiz uma segunda falta para 2º cartão amarelo, mas o meu irmão gémeo disse que foi ele que fez a falta e então ele levou amarelo e eu safei-me da expulsão.

RD: Quais são os objectivos para os próximos anos da tua carreira? 

Tiago Lopes: Os objetivos para os próximos anos da minha carreira são muito claros, pretendo continuar ao mais alto nível na super liga turca, fazer o máximo de jogos possíveis e, se possível, chegar a um grande na Turquia.

RD: Achas que será possível concluir este campeonato turco?

Tiago Lopes: Na minha opinião é tudo uma incógnita, não sabendo quanto tempo vai durar esta pandemia. A federação e as entidades competentes ainda não se pronunciaram sobre isto, mas na minha opinião é complicado acabar o campeonato, pois é uma situação que não afeta só a Turquia, mas sim todo o mundo, como já pudemos observar isso. É um momento muito delicado que ninguém esperava, mas penso que Portugal está a reagir bem a essa situação comparativamente com outros países, como é o caso da Itália.

RD: Queres deixar alguma mensagem aos nossos seguidores e a todos os portugueses relativamente a esta pandemia que vivemos?

Tiago Lopes: Principalmente quero dizer para seguirem os conselhos da DGS, sabemos que o momento é complicado, mas nesta altura o mais importante é a saúde de nós e das nossas famílias. Sabe-se que vêm aí tempos complicados, pois isto vai ter um impacto grande a nível económico, como também a nível social. O meu conselho pessoal é que as pessoas se resguardem ao máximo e não saiam de casa, de maneira a protegerem-se a si e aos seus. Temos que estar mais unidos do que nunca.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

More in Futebol Entrevistado