Bernardo: «O meu futuro neste momento é neste clube»

Bernardo Martins é um médio criativo do Leixões que tem estado em destaque esta temporada na Segunda Liga. O jovem de 21 anos passou na formação pelo Porto, Foz  e Rio Ave antes de chegar a Matosinhos no último ano como júnior. No primeiro ano como sénior somou 2 jogos antes de ser emprestado ao Pedras Rubras na segunda metade da temporada e na época transacta foi cedido ao Trofense onde se exibiu a bom nível.

Conquistou agora o seu espaço no Leixões e segundo a imprensa desportiva tem alguns clubes de maior dimensão atentos como o Lille ou o Benfica. Esse é também um dos temas abordados nesta pequena entrevista concedida pelo Bernardo ao nosso site onde destaca o “significado enorme” que o Leixões tem para si.

RD: De que forma encaraste os empréstimos ao Pedras Rubras e Trofense? Que importância tiveram na tua evolução?

Bernardo: Se fizer uma retrospectiva, fizeram-me crescer muito em todos os aspectos. No início, senti um choque grande devido ao facto de se tratar de uma realidade diferente e não estar habituado, e senti que foi um pouco injusto, por nunca me terem considerado como uma opção válida/solução. Porém, analisando tudo, consegui evoluir e conheci pessoas espetaculares.

RD: Como avalias a tua temporada até ao momento?

Bernardo: Tem sido uma jornada interessante, nomeadamente em termos de aparição, devido ao CPP ser um pouco desvalorizado em Portugal e, talvez, não ter a devida atenção. Mas as coisas têm fluído, tenho-me sentido positivo e confiante, e isso permite-me desfrutar de cada jogo.

RD: Quais são os objectivos do Leixões para a segunda metade desta época?

Bernardo: Não temos um objetivo específico definido. Apenas estamos concentrados em reverter a situação onde nos encontramos, e certamente iremos ter sucesso neste capítulo, pois já demonstramos que temos capacidade para ultrapassar qualquer adversidade.

RD: Têm surgido notícias sobre o interesse de alguns clubes na tua contratação. Existe a possibilidade de deixares o Leixões ainda neste mercado?

Bernardo: O que vos posso garantir neste momento é que sou jogador do Leixões, e vou continuar a sê-lo até algum superior, neste caso o nosso presidente, me informar do contrário. Por isso, o meu futuro neste momento é neste clube, que tem um significado enorme para mim.

RD: De que forma te caracterizas como jogador?

Bernardo: Na verdade, não costumo nem gosto de falar sobre mim, prefiro que as pessoas que me rodeiam o façam (de preferência bem). Mas considero-me um jogador que procura constantemente assumir o jogo e, acima de tudo, um jogador inteligente, o que, possivelmente, me permite sobressair um pouco, visto que a inteligência num atleta é um critério fulcral a avaliar, no futebol moderno.

RD: Quais são as tuas referências no mundo do futebol?

Bernardo: Sinceramente, não tenho uma referência específica no mundo do futebol. Claro que é impossível ignorar os dois jogadores que, provavelmente, são e serão os melhores de sempre, para sempre (Messi e Ronaldo), mas prefiro focar a minha aprendizagem em jogadores que apresentam características similares às minhas, como por exemplo, o Bernardo Silva e o Philippe Coutinho. Apesar disso, gosto de apresentar uma identidade própria dentro das 4 linhas.

RD: Podes nos contar alguma história engraçada ou caricata que tenhas vivido na tua carreira?

Bernardo: A carreira é ainda curta para ter uma história significativa para contar. Espero atingir uma carreira onde poderei guardar muitas histórias caricatas, e partilhar outras tantas com os demais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

17 − one =