Um futuro a crescer: Fábio Silva

Antes de mais nada queremos dizer que depois de um longo tempo de ausência decidimos resgatar a rubrica “Um futuro a crescer” falando de Fábio Silva.

Avançado de 16 anos que se tornou na terça-feira o português mais novo de sempre a marcar na Youth League.

O filho do antigo central Jorge Silva, que passou vários anos no Boavista, ainda tem idade para actuar no escalão de juvenis mas já faz parte dos sub-19 do Porto.

No seu percurso tem uma curiosidade. Começou pelo Gondomar e Nogueirense antes de entrar na formação dos dragões mas em 2015/16 e 2016/17 representou o Benfica. Acompanhou assim o seu irmão Jorge Silva que também deixou o Porto para assinar pelas águias.

Na temporada anterior Fábio Silva foi recuperado pelo Porto e apontou 31 golos em 33 jogos no campeonato de juvenis sendo atleta de 1º ano. Enquanto que o irmão mudou-se para a Lazio.

Esta época já soma 6 golos em 5 jogos pelos juniores, mas não fica por aqui. Também já marcou 2 golos em 3 jogos pela selecção sub-17.

Começa a tornar-se um caso sério e por isso mesmo o Porto assinou em Julho um contrato até 2021.

«Vai ser um craque dos diabos; daqui a uns anos vai ser um ponta de lança extraordinário.»

 

O seu pai considera-o um “portista fanático” e avalia-o da seguinte forma: «É dinâmico, tem mobilidade e procura o espaço, além de ser intenso na primeira fase de construção, obrigando ainda a equipa contrária a errar. Tem ainda uma capacidade técnica refinada. Dá linhas de passe inesperadas e cria ruturas que lhe permitem ficar de frente para o golo», segundo Jorge Silva.

Quem também ficou encantado com Fábio Silva foi também o antigo ponta de lança Manuel Fernandes:

«Quando o Cristiano Ronaldo tinha 17 anos, era ponta de lança dos juvenis do Sporting. Vi-o a fazer coisas como estou a ver agora um miúdo dos juvenis do FC Porto, o Fábio Silva. Vai ser um craque dos diabos; daqui a uns anos vai ser um ponta de lança extraordinário».

Em conclusão, podemos dizer que está aqui um diamante para lapidar que mais cedo ou mais tarde irá atingir as equipas profissionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.