Trabalhadores da FIAT marcam greve devido à contratação de Ronaldo

A contratação de Cristiano Ronaldo não tem provocado apenas euforia e reações positivas em Itália. O facto de aparentemente a FIAT ter participado no negócio está a gerar grande indignação entre os trabalhadores da empresa. Já mesmo foi marcada uma greve entre as 22h do próximo domingo e as 6h da madrugada de terça-feira.

Através de um comunicado o Sindicato que represente estes trabalhadores considera que «é inaceitável que enquanto a empresa continue a pedir, durante anos, enormes sacrifícios económicos aos trabalhadores, a mesma tome a decisão de gastar centenas de milhões de euros na compra de um jogador.

Dizem-nos que o momento é difícil, que devemos recorrer a amortecedores sociais, que aguardam o lançamento de novos modelos que nunca chegam. E enquanto os trabalhadores e as suas famílias apertam cada vez mais o cinto, a empresa decide investir muito dinheiro num único recurso humano. Acham bem? É normal uma só pessoa ganhar milhões e milhares de famílias não terem dinheiro quando chega o meio do mês?

A empresa deve investir em modelos de carros que garantam o futuro de milhares de pessoas ao invés de enriquecer apenas um. Este deve ser o objetivo de quem coloca os interesses de seus funcionários em primeiro lugar, se isso não acontecer é porque preferem o mundo do jogo e do divertimento»