Carta de despedida de Ronaldo dos adeptos do Real Madrid

O Real Madrid confirmou esta tarde que Cristiano Ronaldo estará a caminho da Juventus.

O clube da capital espanhola emitiu logo depois de comunicar a saída de Cristiano Ronaldo, uma carta em que o internacional português se despede dos adeptos madridista.

Leia a carta na íntegra:

Estes anos no Real Madrid, e nesta cidade de Madrid, foram possivelmente os mais felizes da minha vida.

Só tenho sentimentos de enorme gratidão para com este clube, para com estes adeptos e por com esta cidade. Só posso agradecer a todos pelo amor e pelo carinho que recebi.

No entanto, acredito que chegou o momento de abrir uma nova etapa da minha vida e é por isso que pedi ao clube que aceitasse transferir-me. Sinto as coisas assim e peço a todos, especialmente aos nossos adeptos, que me compreendam.

Foram nove anos absolutamente maravilhosos. Foram nove anos únicos. Foram momentos emocionantes para mim, repletos de consideração, mas também difíceis, porque o Real Madrid tem uma exigência altíssima, mas sei muito bem que nunca poderei esquecer que aqui desfrutei do Futebol de uma forma única.

Tive no campo e no balneário companheiros fabulosos, senti o calor de uns adeptos incríveis e juntos ganhámos três Ligas dos Campeões consecutivas e quatro Ligas dos Campeões em cinco anos. E junto com eles também, a nível individual, tenho a satisfação de ter ganho quatro Bolas de Ouro e três Botas de Ouro. Tudo durante o meu tempo neste clubes imenso e extraordinário.

O Real Madrid conquistou o meu coração e o da minha família, e por isso, mais do que nunca, quero dizer obrigado: obrigado ao clube, ao presidente, aos diretores, aos meus colegas, a todos os técnicos, médicos, fisioterapeutas e assistentes incríveis que fazem tudo funcionar e que estão pendentes de cada detalhe incansavelmente.

Obrigado infinito, mais uma vez, aos nossos adeptos e obrigado também ao futebol espanhol. Durante estes nove anos empolgantes, tive pela frente grandíssimos jogadores. O meu respeito e o meu reconhecimento por todos eles.

Refleti muito e sei que chegou a hora de um novo ciclo. Vou partir, mas esta camisola, este escudo e este Santiago Bernabéu continuarão a ser sempre meus, onde quer que eu esteja.

Obrigado a todos e, claro, como eu disse a primeira vez em nosso estádio há nove anos: Hala Madrid!