França está nos quartos depois de bater a Argentina em jogo frenético

A França acabou por levar a melhor sobre a Argentina e está nos quartos de final do Mundial. Os franceses bateram a Argentina por 4-3.

Já se esperava um grande jogo entre Argentina e a França, não se esperava era que fosse tão frenético. Sete golos e todos eles, bons golos.

Aos 13 minutos, Griezmann abre o marcador na conversão de uma grande penalidade. Pontapé para o centro da baliza, com Armani a cair para o lado esquerdo.

Aos 41 minutos, grande golo de Dí Maria a repôr o a igualdade. Tudo começa num lançamento de linha lateral, após uma triangulação, Banega toca para a zona central, onde está o extremo do PSG. Di María recebe, olha para a baliza e atira forte, bem perto do ângulo da baliza de Lloris

Logo a abrir a segunda metade, aos 48 minutos, a Argentina deu a volta no marcado. Livre de Banega com Pogba a afastar. A bola sobra para Messi que tenta o remate, Mercado coloca o pé esquerdo à bola e acaba por trair Lloris.

Aos 58 minutos, mais um grande golo. Jogada de entendimento na esquerda com Matuidi a lançar Lucas Hernández. O cruzamento atravessa a área toda e sobra para Pavard que atira em «vólei» ao ângulo da baliza Argentina. Estava feito o 2-2, até que aparaceu Mbappé a resolver a partida.

O primeiro aos 63 minutos e o segundo aos 69 minutos. Aos 63, Pogba abre em Lucas Hernández e o lateral cruza. Matuidi remate contra Otamendi e a bola sobra para Mbappé. Ultrapassa Mercado e atira rasteiro, com a bola a passar por baixo do corpo de Armani! Parece mal batido o guarda-redes argentino.

O 4-2, começa numa jogada conduzida por Kanté, Giroud coloca Mbappé na cara de Armani. O jovem avançado não desperdiça a oportunidade.

O resultado final foi estabelecido já em período de descontos por Aguero. Aos 93 minutos, Messi levanta para a área e Aguero surge entre Pavard e Varane

Com este resultado a França carimba presença nas meias finais, onde espera pelo vencedor do jogo entre Portugal e o Uruguai. Já a Argentina de Messi está completamente eliminada de competição.