Braga: 34 anos? «Sinceramente para mim são só números. Não penso em parar»

Numa curta entrevista concedida ao nosso site, Braga abordou como é evidente a recente conquista da Taça de Portugal, fez uma análise da temporada que terminou, falou do seu futuro e apesar de estar quase a completar 35 anos diz sentir-se bem e não pensa para já na retirada.

RD: Depois de teres estado muito perto do Jamor na época anterior, qual foi a sensação de vencer a Taça aos 34 anos?

Braga: Eu já estive numa final do Jamor em 2014 com o Rio Ave onde perdi 1-0 e apesar da derrota já tinha sido uma experiência inesquecível. O ano passado pelo Chaves caímos nas meias finais numa eliminatória que merecíamos estar no Jamor . Mas foi um adiar do regresso aquele palco especial que qualquer jogador sonha ir. Este ano consegui ir lá com o Desportivo das Aves, e vencer o caneco é algo indescritível, emoções muito fortes quando se sobe aquelas escadas para levantar o troféu. O facto de ser aos 34 anos é igual, o sentimento e a ambição de ganhar continua o mesmo.

RD: Como avalias a temporada a nível individual e coletivo?

Braga: A temporada no final foi fantástica, conseguimos entrar na história do clube por manter o clube 2 anos seguidos na 1º Liga e a conquista da taça de Portugal. A nível individual foi intermitente, comecei bem o campeonato a jogar, depois a mudança de treinador para mim foi má, mas dei a volta por cima e consegui acabar a jogar e a mostrar o meu futebol.

RD: Tens mais um ano de contrato com o Aves. É para cumprir ou existe a possibilidade de saíres?

Braga: Sim, tenho mais um ano de contrato e penso em cumpri-lo, apesar que no futebol nunca se sabe o dia de amanhã. Mas tenho contrato e a intenção é continuar.

RD: Sentes que chegaste um pouco tarde à Primeira Liga e que isso te impediu de atingir outros patamares?

Braga: Cheguei quando tive que chegar, penso assim, muitos jogadores com valor nem essa oportunidade têm. Mas na realidade foi um bocado tarde, aos 25 anos assinei pelo Leixões. Penso que poderia ter chegado a outros patamares com esta idade quando comecei a mostrar o meu futebol ao país e ao mundo. Mas não surgiu a oportunidade e continuei a fazer a minha carreira sempre com a mesma ambição e profissionalismo. Acho que estou a fazer uma carreira bonita já com mais de 200 jogos na 1º Liga .

RD: Estás perto de cumprir 35 anos. Sentes que está “próximo” o momento de parar? Já tens algo definido? Ou consideras que ainda é um pouco cedo para pensar nisso?

Braga: Estou quase a fazer 35 anos, sinceramente para mim são só números. Não penso muito na idade, porque enquanto me sentir bem, a jogar como até aqui, não penso em parar. Porque haveria de parar? Sinto-me ainda bem, com capacidades físicas e mentais. Não sinto para já, mas sei que a idade vai passando e um dia vai acabar. Mas neste momento, o que vai no meu pensamento é continuar a jogar ao mais alto nível.