Ewerton: «Acredito que muito em breve o Portimonense vai estar a lutar pelos lugares europeus»

Numa pequena entrevista concedida ao Remate Digital, Ewerton falou sobre as quatro temporadas completadas pelo Portimonense, da capacidade do clube para continuar a crescer, dos seus objectivos para o futuro e do estilo de jogo em que se sente mais confortável. O médio brasileiro de 25 anos disputou esta época 29 jogos e foi até já apontado como possível reforço do Porto.

RD: Estiveste três anos na Segunda Liga com o Portimonense. Foi fácil a adaptação? Nunca surgiu a hipótese de dares o salto para a Primeira Liga durante esse período?

Ewerton: Foi muito fácil a minha adaptação, posso te dizer que tive sorte em cair num bom clube com pessoas de bem que me ajudaram bastante, desde o primeiro dia sempre me senti em casa, bem à vontade; e surgiram sim algumas hipóteses de sair para clubes da Primeira Liga e de fora, mas na época não era nada que fosse benéfico para todos né, no caso eu e o clube.

RD: Como avalias esta temporada no principal escalão a nível individual e colectivo?

Ewerton: Esta temporada no principal escalão foi muito boa tanto a nível individual como coletivo, joguei 29 partidas cresci e amadureci, e conseguimos o objetivo da permanência com 5 rodadas de antecedência.

RD: Achas que o Portimonense tem capacidade para na próxima época dar um novo passo e lutar pelos lugares europeus?

Ewerton: O Portimonense tem uma filosofia muito boa de jogar ofensivo sempre para a frente, pensa positivo e a SAD nos dá todas as condições necessárias. Não sei se já na próxima época mas acredito que muito em breve o Portimonense vai estar brigando(a lutar) pelos lugares europeus.

RD: Tens o objectivo de continuar em Portimão ou desejas abraçar um novo projecto?

Ewerton: Tenho contrato e sou feliz em Portimão, mas tenho ambições também de jogar em clubes grandes, estar sempre crescendo.

RD: Em que estilo de jogo te sentes mais confortável? Numa equipa que assuma mais o jogo, que tenha mais bola ou numa equipa com mais cautelas defensivas, que aposte no contra-ataque, etc?

Ewerton: Sem dúvidas eu me sinto mais confortável assumindo mais o jogo, ter a bola, o jogo controlado de pé em pé, é o estilo de jogo que eu mais gosto.